Técnicas de SEO para uma loja online

18 Out, 2022 | Optimização SEO

O mais importante na optimização SEO para uma loja online são as suas páginas de produto. Isto pode parecer óbvio mas nem todas as lojas que encontra se preocupam com isso. É importante conhecer as técnicas de SEO que tem ao seu dispor para garantir que os seus produtos aparecem nas pesquisa da forma correcta.

Existem várias técnicas para a optimização de SEO para uma loja online, sendo a página do produto o ponto principal a optimizar. Vamos apresentar-lhe algumas técnicas que pode e deve utilizar para optimizar o seu rastreamento e aparência das páginas nas pesquisas, e conseguir aparecer nos primeiros lugares.

Lembre-se que o seu conteúdo é sempre o principal a ter em conta. Deve ser sempre original, bem escrito e mostrar a mais valia que o seu produto ou serviço tem para oferecer.

Principais Técnicas de SEO para uma loja online:

Vamos apresentar algumas técnicas principais para a optimização SEO da sua loja, divididas pelos seguintes temas:

  1. Optimização de SEO orgânico geral do site
  2. Optimização SEO dos conteúdos das página de produto
  3. Criação de blog relacionado com a loja online
  4. Técnicas avançadas de SEO para uma loja online

1. Optimização de SEO orgânico geral do site

Ora como qualquer website, uma loja online também precisa de ter todas as páginas com SEO otimizado, para que todas as páginas sejam rastreadas da forma mais correcta e levarem o utilizador ao seu objectivo principal: A compra.

Se ainda não optimizou o seu website a nível geral, seja de conteúdos, seja mais técnico, deve começar por aí. Se não sabe por onde começar, leia o nosso guia de principiantes sobre optimização de SEO.

Deixamos aqui alguns pontos importantes e básicos a ter em conta:

  • Ter um sitemap,
  • Títulos e descrições em todas as páginas,
  • Uma boa estrutura de HTML organizada e com dados estruturados
  • Boas imagens sempre com “Alt text”
  • Carregamento rápido
  • Navegação fácil de compreender e aceder em qualquer dispositivo
  • Criação de “Breadcrumbs”

Se ainda não fez nada da lista acima ou ainda estão em falta algum desses pontos, é por aqui que terá de começar. Prepare o seu site para tudo isto, pois o ponto seguinte vai precisar de utilizar parte destas práticas.

2. Optimização SEO dos conteúdo das páginas de produto

As páginas de produto, tal como todas as restantes páginas de um website, é mais uma página para ser rastreada pelos motores de pesquisa. Mas também são as páginas que mais relevância têm numa loja online. Como tal, todas as práticas já mencionadas também se aplicam às páginas de produto.

O principal conteúdo destas páginas é o produto e a forma como o apresenta aos seus potenciais clientes. Estes devem estar no centro da sua preocupação quando criar estas páginas.

Vamos ver os pontos a ter especial atenção para a optimização de SEO orgânico numa loja online, em particular nas páginas de produto.

Nome ou título do produto

Tudo começa pelo nome ou título do seu produto. Este deve ser elucidativo e completo.

Se a marca é importante deve estar no título. Mas o título deve focar-se principalmente no que é o produto, e deve ser tão curto quanto possível, mas indicar tudo o que considera necessário. Se achar melhor crie um título e um subtítulo (com a marca por exemplo).

SKU (referência do produto)

Indique o SKU ou referência do produto. Consoante a sua área de negócio e tipo de produto que vende, pode ser importante apresentar logo a seguir ao título o SKU do produto.

Em determinadas áreas esta referência é fundamental para o utilizador garantir que encontrou o produto certo.

Descrição única do produto

Crie uma descrição única.

A descrição deve ser original e única. Isso já é meio caminho andado para optimizar o SEO orgânico da sua página de produto.

Muitas são as lojas online que copiam as descrições do fabricante, ficando todos com a mesma descrição. Não copie conteúdo do produtor ou fabricante, e crie a sua própria descrição para tornar o produto único.

Copiar descrições de fabricante são uma péssima prática de SEO e é apanhado facilmente pelo algoritmo do Google como “Conteúdo duplicado” ou copiado de outro site. Isso dá-lhe uma má classificação para os resultados de pesquisa.

Imagens do produto

Garanta ter boas imagens, com a qualidade necessária e adequada à visão que o utilizador precisa de ter de um produto específico.

As imagens são fundamentais em qualquer loja online. Uma loja sem imagens vende menos, excepto se vender componentes técnicos e peças que são integradas noutros produtos, e aqui o SKU é talvez ainda mais importante do que a imagem.

Adeque a imagem ao que está a vender. Para vendas mais emotivas deve adicionar o produto no contexto em que é utilizado.

Além disso, todas as imagens devem ter um “Alt text” que indica aos motores de busca o assunto de cada uma das imagens.

Avaliações de clientes

Peça avaliações de clientes e apresente-as na página do produto específico.

As avaliações devem ser reais e apenas dos utilizadores que efectivamente compraram o produto. Seja verdadeiro e o utilizador vai dar valor a isso, dando mais valor ao seu produto e à sua loja.

Grande parte dos utilizador procuram “Reviews” na internet antes de comprarem.

Produtos relacionados e vendas cruzadas

Apresente produtos relacionados em todas as páginas de produto.

Nunca se sabe se o utilizador que foi parar à página do produto procurava. Pode ter seguido um resultado das pesquisas e, ao chegar à sua página, não era bem esse produto que procurava.

Por isso, deve apresentar produtos semelhantes ou relacionados e escolhê-los por si, com o conhecimento que tem do mercado e dos seus produtos.

Pode também apresentar outros produtos, que não sendo semelhantes fazem parte de um todo, ou são complementos do produto, tirando proveito das vendas cruzadas.

URL da página de produto

O URL da página de produto deve ser simples, indicativo do título do produto, único e fácil de recordar. Se os seus títulos são muito compridos, tente simplificar ao máximo o URL.

Quanto mais simples e curto melhor.

Meta description

Adicione uma meta description nas suas páginas de produto.

Esta deve ser única por produto. Lembre-se que esta descrição é o que vai aparecer nas pesquisas, logo a seguir o título da página, e pode ajudar a convencer o utilizador a clicar.

3. Criação de Blog relacionado com a loja online

Ainda a nível de conteúdos para rastreamento orgânico, pode criar um blog.

Este pode ser parte integrante da loja, mas idealmente deve ser um site em separado. Consegue ganhar mais um domínio para ser rastreado para o mesmo objectivo.

O Blog pode ou não fazer sentido para si no imediato, pois requer tempo e dedicação, assim como conhecimentos do negócio em causa. Mas o blog pode ser mais uma ferramenta para mostrar os seus produtos aos seus potenciais clientes, e de lhes mostrar a sua mais valia.

Pode ter diferentes tipos de blog, consoante o produto ou serviço que pretende vender. Desde receitas de culinária para fornecedores de produtos alimentares, e aqui pode demonstrar como juntar os seus produtos numa deliciosa receita. Ou pode ser sobre como lavar os têxteis naturais e delicados que vende, e que produtos aconselha para os lavar. E por aí fora.

4. Técnicas avançadas de SEO para uma loja online

Passamos agora a uma parte mais técnica. Se procura mais detalhes sobre estas técnicas procure na nossa MAGAZINE outros artigos de SEO, onde encontra mais informações sobre algumas destas técnicas.

O SEO é sempre em parte muito técnico. A parte mais técnicas não deve ser descurada nem no seu todo nem em parte. É um dos pontos essenciais para optimizar o SEO orgânico e garantir o melhor rastreamento pelos motores de busca. Por isso, em todos estes pontos indicamos qual o Nível de dificuldade de 1 a 10, para os implementar por si mesmo, em WordPress e em Shopify ou WIX. Sendo 1 o mais fácil e 10 o mais difícil.

5 Pontos essenciais para começar:

  • Um carregamento rápido das suas páginas
  • Uma boa navegação
  • Estrutura fácil e intuitiva para o utilizador
  • Verificação de links partidos
  • Dados estruturados, Schema Markup

Um carregamento rápido das suas páginas – Nível de dificuldade 8 em WordPress | 5 em Shopify ou WIX

Tudo começa quando se entra num site, e se este demorar muito tempo a carregar muitos são os utilizadores que desistem logo antes de entrar.

Uma vez que as suas páginas de produto podem ter muitas imagens, e para alguns mercados a imagem ter de ser grande e com detalhes, deve procurar garantir que a página carrega rapidamente. Utilize imagens mais peqneas no início, mesmo que depois o utilizador possa fazer “zoom” na imagem para poder ver mais detalhes.

Um bom tema de WordPress vai ajudá-lo a ter um site mais rápido.

Uma boa navegação – Nível de dificuldade 4 em WordPress, Shopify ou Wix

Para garantir uma boa navegação, se não é webdesigner, não invente. Utilize templates já existentes para lojas online, que lhe garantem uma navegação acessível em todos os dispositivos.

Além disso, lembre-se que o utilizador quando entra no seu site pode entrar em qualquer uma das suas páginas. Não deixe que ele fique perdido sem saber como encontrar o que procura. Ajude-o a encontrar rapidamente o que precisa. Por isso inclua uma caixa de pesquisa e breadcrumbs (caminho da página no site).

A utilização de Breadcrumbs é uma das técnicas mais usadas principalmente numa loja online, onde os produtos podem estar dividos por categorias e subcategorias. Garanta que os seus breadcrumbs incluem o caminho completo para facilitar a navegação para a categoria do produto. Para criar estes caminhos já existem muitos templates de loja que os incluem.

Estrutura fácil e intuitiva – Nível de dificuldade 5 em WordPress, Shopify ou Wix

Aqui nem tudo depende de si e da sua compreensão do que é fácil ou difícil. Pesquise outras lojas da sua área e veja como elas apresentam os mesmos tipos de produtos ou serviços. As melhores marcas aplicam boas práticas e dão-lhe boas ideias para saber como criar a sua loja online.

Deve conter vários caminhos possíveis para as áreas mais importantes. Ter no menu sempre presente o carrinho da loja, o acesso ao login ou área de utilizador, um menu que contenha as categorias dos seus produtos.

Deixe para o rodapé tudo o que são links menos relevantes a nível da venda, como sejam os termos e condições, políticas de privacidade, etc. O principal é vender os seus produtos, e por isso o seu menu principal só deve conter links para essas páginas.

Se é importante ter alguma informação sobre a marca ou sobre as práticas da marca, estes links também podem estar no menu principal mas de forma diferenciada das categorias de produto.

Verificação de Links partidos – Nível de dificuldade 5 em WordPress com a ferramenta certa, 8 em Shopify ou Wix

Aqui é tudo uma questão de ter a ferramenta certa ou algum tempo disponível.

Se a sua loja apenas tem meia dúzia de produtos e páginas, apenas tem de rever os seus links com regularidade.

Se tem muitos produtos na sua loja aconselhamos a ter um plugin no WordPress para garantir que não tem links para páginas que já não existem.

No Shopify e Wix pode utilizar ferramentas externas para detectar este tipo de links e depois terá de os corrigir. Pode utilizar apenas o Search Console do Google que é uma ferramenta gratuita e que lhe dá a indicação sempre que detectar páginas 404 que deixaram de existir. Não lhe vai indicar onde se encontram os links para essas páginas, mas dá-lhe a indicação de que existem determinadas páginas que ainda estão a ser apresentadas nas pesquisas e que já não existem no seu website.

Por isso, além de os encontrar e corrigir links partidos, deve dar a indicação aos motores de busca que esses links já não existem e qual o novo URL para onde deverá ser direccionado o utilizador que tentar aceder a essas páginas.

Com as indicações de direcionamento 301 pode indicar um novo URL para páginas que deixaram de existir. Por exemplo, um produto que apenas foi vendido num determinado momento e agora ficou obsoleto, será um produto que vai remover da sua loja. Caso ainda esteja a ser rastreado pelos motores de busca, tem de lhes indicar que esse link não existe e pedir que direccione o utilizador para um link de um produto semelhante. Se não tiver um produto semelhante, pode direccionar para a página da categoria do produto.

Portanto:

  1. Encontrar links nas suas páginas que vão dar a outras páginas que já não existem.
  2. Corrigir esses links ou removê-los se já não fizerem sentido.
  3. Criar direccionamentos 301 para os links de páginas da sua loja que deixaram de existir.

Dados estruturados e Schema Markup – Nível de dificuldade 10 em WordPress e em Shopify ou Wix

Este é o ponto mais técnico de todos.

Comece por testar a sua loja online com a ferramenta do Google para este efeito e ver quais os erros ou problemas detectados a nível de Schema: https://search.google.com/test/rich-results

As lojas online permitem ter os chamados “dados estruturados” (structured data) para páginas de produto. O Product Schema, inclui dados específicos para páginas de produto e inclui entre outros, o nome do produto, o preço, o SKU, etc.

O Schema é uma marcação no código da página de acordo com standards convencionados pelo Google, Yahoo, Bing e Yandex para apresentarem os chamados “Rich Results” nas pesquisas.

Já se deve ter deparado com resultados deste tipo:

Rich Results - Product Schema

Este tipo de resultados é obtido graças à colocação de dados estruturados nas páginas de produtos.

Desta forma vai ajudar os motores de busca a lerem e compreenderem melhor o conteúdo da sua página, e apresentarem-no com um aspecto distinto dos restantes conteúdos.

Este tipo de dados estruturados não são visíveis para os utilizadores. Ficam no código da página e existem para informar os motores de busca da forma correcta de ler o conteúdo da sua página. A diferenciação na apresentação dos seus produtos nos resultados de pesquisa vai ajudar substancialmente a destacá-los para os utilizadores.

Se tem avaliação de produtos na sua loja, faça o mesmo para as “Reviews” de produto utilizando o Schema próprio para o efeito. Consegue que os seus produtos apareçam nos resultados de pesquisa com as classificações atribuídas ao produto.

Esta técnica permite destacar-se de imediato nos resultados de pesquisa com uma aparência de produto melhor, e que se vai distinguir no meio dos muitos resultados que o utilizador vai ver.

Nesta caso específico, sem a ferramenta certa ou um profissional de desenvolvimento de websites, não consegue obter este tipo de resultados.

Conclusão:

  • Lembre-se que o foco da sua loja é sempre o cliente que vem comprar. E como tal o conteúdo das suas páginas de produto deve ser centrado na forma como pretende que os utilizador percepcionem o seu produto ou serviço e a sua marca.
  • O conteúdo é muito importante no momento de decisão de compra e como tal apresente-o de forma fácil de ler e com os pontos fundamentais.
  • Além do conteúdo, toda a parte mais técnica é necessária para garantir que vai aparecer nos resultados das pesquisas da melhor forma.
  • O SEO orgânico depende sempre da optimização dos seus conteúdos e da correcta utilização das técnicas ao seu dispôr para garantir um bom rastreamento e apresentação dos seus conteúdos.

Subscreva a nossa Newsletter

Fique a par de todas as nossas novidades subscrevendo a nossa newsletter.
Fica registado na nossa lista "Magaworks® Newsletter" mas pode, em qualquer momento, alterar os seus dados ou cancelar a sua subscrição.

Para saber mais leia a nossa Política de Privacidade.

artigos relacionados

O que é o Brand SERP

O que é o Brand SERP

O Brand SERP é uma estratégia de marketing digital fundamental para optimizar o SEO do seu negócio e da sua marca online.

ler mais